7 coisas que eu gostaria de saber antes de ter ido pro Egito (a #6 é a principal)

Que o Egito é um país com muitas histórias que até hoje seguem sem explicação, todos nós sabemos.

Desde muito cedo na escola, nós crescemos lendo, ouvindo e assistindo sobre como o Egito é cercado por mistérios e construções que deixam todos surpreendidos.

Mas você já parou pra pensar o que ninguém conta sobre o país dos Faraós? Pois é, eu estive lá em outubro de 2017 e gostaria de ter lido essas informações antes.

Ficou curioso? Então continue lendo para saber mais sobre:

  1. Sujeira nas ruas
  2. Sexta-feira é domingo
  3. Gorjetas, gorjetas e gorjetas… pra todo mundo
  4. Alguns dias de celebridade
  5. Existe segurança nas ruas do Egito
  6. Como comprar no Egito
  7. O Egito é muito mais que as pirâmides

#1. Sujeira nas ruas

Trânsito Intenso no Egito - o que saber antes de ter ido para o Egito
Trânsito Intenso no Egito

Tivemos 3 sensações assim que saímos do aeroporto na chegada ao Cairo. A primeira foi o odor da areia quente do deserto, um cheiro muito forte e diferente, impossível de não ser notado. A segunda, foi o trânsito caótico da cidade, muitas buzinas. Você logo pensa “como eles conseguem andar de carro aqui?”. E a terceira, foi sem  dúvidas a mais decepcionante e a primeira coisa que nos surpreendeu lá. Lixos, lixos e mais lixos, por toda parte… Uma triste realidade espalhada por todos os cantos da cidade.

A população do Cairo é de quase 10 milhões de habitantes. Porém, segundo nosso guia, esse número chega a duplicar durante o dia devido a quantidade absurda de pessoas que vem de cidades próximas para trabalhar. O que faz o trânsito no Cairo ser uma loucura e as condições da capital serem ainda mais complicadas…

Por isso, quando chegar ao Cairo, esteja preparado para ver um cenário bastante feio antes de se maravilhar com as pirâmides!

#2. Sexta-feira é domingo

Vista no Egito
Vista das pirâmides no Egito

Uma curiosidade que poucos sabem é que o dia da semana de folga no Islã é na sexta-feira, o que faz o final de semana começar na noite de quinta-feira. Porém, a sexta-feira lá equivale ao nosso domingo daqui… Então na sexta-feira, quase ninguém trabalha e você vai encontrar muitos locais fechados. O ponto positivo é que as ruas ficam “vazias” nesse dia, e você consegue andar de carro com menos trânsito.

Pra quem gosta de comprar, o sábado egípcio equivale ao nosso sábado, mas a confusão é que ele vem antes da segunda-feira egípcia (o nosso domingo).

Ficou confuso? rss vamos lá…
A sexta-feira no Egito é como o domingo no Brasil. O sábado no Egito é exatamente igual ao nosso sábado. E por fim, o domingo no Egito é igual a nossa segunda-feira.

Por isso, não fique surpreso de ver poucos carros sexta-feira na rua e ver muitos no domingo.

#3. Gorjetas, gorjetas e gorjetas… pra todo mundo

Felucca - Barco a vela no Rio Nilo
Felucca – Barco a vela no Rio Nilo

Esse é um ponto bastante curioso por lá e muitos turistas vão despreparados. Prepare-se para ouvir muitos pedidos de “baksheesh”, “tips”, “propina” e alguns – até em português – “gorjeta”.

Caso você procure por algum pacote turístico para o Egito, quase sempre irá encontrar a curiosa informação “gorjetas não inclusas”. De primeira você pensa “claro, gorjeta é algo opcional. Como poderia estar incluso?” Não no Egito…

Por lá, todos esperam que você pague um extra pra eles por qualquer que seja o serviço prestado. Isso vai acontecer se alguém te der algum tipo de informação na rua. Tirar uma foto sua. Quando andar Camelo, táxi, felucca, charrete… Enfim, em qualquer situação que eles prestem algo pra você, eles esperam por isso. Claro que a gorjeta é opcional e você dá se quiser. Porém, se você não der, eles podem achar bastante ofensivo.

A sua dúvida agora deve ser, “ok Henrique, mas o quanto eu dou de gorjeta?” Essa também foi a nossa dúvida imediata e segundo o nosso guia, um valor considerado “bom” é de EGP 20,00 (algo em torno de R$3,68). Claro que se você achar que a pessoa merece mais, você pode dar além disso. Porém, segundo ele, esse era o valor mínimo considerado ideal.

A primeira gorjeta que demos, foi para o piloto da Felucca (barco à vela de madeira que faz um passeio pelo rio Nilo). Nós ainda não sabíamos qual era o valor ideal e demos à ele EGP 50,00. Logo depois, vimos como ele ficou feliz e grato por isso. O valor “alto” deixou ele muito surpreso e em troca, ele deu mais uma volta com a gente. No fim, com um sorriso de orelha a orelha, ele falou o seu nome e pediu que quando retornássemos ao Egito, procurasse por ele. Foi uma experiência bastante diferente, porém, muito agradável.

Dica: Troque o seu dinheiro quando chegar no aeroporto, cruzeiro ou hotel para libras egípcias. Tente trocar por notas baixas para essas ocasiões, por lá é bastante normal notas de EGP 200,00.

 

#4. Alguns dias de celebridade

Henrique Zanini em frente ao Templo de Hatshepsut em Luxor - Egito
Eu e meu “amigo” egípcio em frente ao Templo de Hatshepsut em Luxor

Prepare-se para viver dias de celebridade pelo Egito rss! A primeira vez que experimentamos essa sensação foi quando chegamos na Cidadela do Cairo. Alguns meninos se aproximaram e pediram “podemos tirar uma foto com você?”.

Assim como quando eles pedem gorjeta, essa frase também é falada em várias línguas e vai acontecer com bastante frequência.

De inicio ficamos um pouco assustados pois o nosso guia não conseguiu nem explicar sobre a Cidadela do Cairo. As crianças e adolescentes ficaram em nossa volta fazendo muitas fotos e por mais que o guia pedisse pra sair, não funcionou. Acabou atrapalhando um pouco a visita, porque não conseguimos andar direito por lá.

Segundo nosso guia, esse assédio é muito normal entre os adolescentes. Eles ficam surpreendidos pela cor/tamanho do seu cabelo, cor dos olhos, aparência e etc. E pedem para tirar uma foto simplesmente para chegar na escola e mostrar aos amigos a foto que fizeram com o turista. Nosso guia ainda comentou – “Não se assustem, eu fazia muito disso e era bastante divertido.”

Então, segue o conselho dele… Não se assuste em virar celebridade por alguns dias no Egito! :p

#5. Existe segurança nas ruas do Egito

Henrique Zanini em frente ao Museu Egípcio no Cairo
Em frente ao Museu Egípcio no Cairo – Sempre com a câmera no pescoço :p

Esse é um tópico que pode ser bastante polêmico. Não posso afirmar com 100% de certeza que o Egito é um país seguro (assim como nenhum lugar do mundo é). Porém, o que vimos lá foi muito positivo.

De inicio, para entrar no aeroporto, somente se estiver com o passaporte em mãos e de cara, já passa por um detector de metais. Se não, nem pensar. Depois disso, há pelo menos mais 4 conferências no passaporte e mais uma vez, passa no detector (esteja preparado para tirar o calçado toda as vezes que passar no detector). Quando chega à algum passeio/hotel, também é obrigatório passar pelo detector de metais e todas as bolsas são revistadas. Só isso já dá uma segurança enorme em entrar nos locais.

Na rua nós também vimos muito policiamento e barreiras por vários pontos (em todas as cidades). Falando em rua, lá nós andamos com máquina fotográfica no pescoço, celular na mão e dinheiro no bolso sem preocupação nenhuma. É muito incomum acontecer assaltos por lá. Claro, não dá pra dar bobeira e deixar suas coisas sozinhas em algum lugar, porém, o Egito é muito tranquilo em relação à isso.

Em resumo: Em nenhum momento nós ficamos com medo de assalto ou pior, algum atentado terrorista. Isso não parecia fazer parte da realidade deles.

Está Gostando do Artigo?

Escreva o seu de email abaixo e receba conteúdos exclusivos e com prioridade!

#6. Como comprar no Egito

Khan el Khalili - Cairo - Egito
Bazar Khan el Khalili no Cairo – Foto do blog Vem comigo na Viagem

Talvez você já possa ter lido sobre como funciona as compras no Egito, mas se for desavisado como eu, a primeira coisa que precisa saber é que você terá que negociar muito com eles. É muito raro encontrar lojas com preços fixos, então todos os preços são inflados para os turistas e eles pedem quanto quiser.

A regra de ouro é: Quando você for comprar se eles te falarem que custa EGP 100,00. De cara, você já tem que oferecer pelo menos 50% a menos. Em muitas vezes eles já aceitam o valor de 50% na hora (ou seja, talvez você saiu perdendo). Você precisa estar preparado para as negociações. Muitas vezes elas são bastante acaloradas. Não se assuste, porque eles irão gritar com você pedindo o preço deles e você terá que gritar novamente.

A primeira vez que fui negociar, fiquei um pouco assustado pela gritaria, ele dizia “ME FALA TEU PREÇO? QUAL TEU PREÇO?” – Sim, ele falava em português. Então, não fique assustado com os gritos, eles esperam que você grite com eles novamente e é assim que funciona…

Porém, se você for como eu e ficar de saco cheio de toda compra ter que negociar com eles, existe uma loja no Khan El Khalili que se chama Jordi. Lá todos os preços são fixos e muito em conta. Pra ter uma base de comparação: Um chaveiro normal no Khan El Khalili custa cerca de EGP 0,15 (se negociar, eles fazem até por EGP 0,10). Porém, no Bazar Jordi, o mesmo chaveiro – sem negociação nenhuma – custa EGP 0,02. Ou seja, vale a muito a pena. Além do atendimento deles ser muito bom, caso você seja estudante, eles ainda dão 10% de desconto na hora que for fazer o pagamento. Por isso, não esquece de levar a carteirinha de estudante, ein? :p

Não deixe de fazer download da planilha com absolutamente todos os gastos detalhados que eu tive quando fui para o Egito! Clique aqui para fazer download da planilha.

Mapa para chegar no bazer Jordi no Khan el Khalilli
Mapa para chegar no bazer Jordi no Khan el Khalilli

 

#7. O Egito é muito mais que as pirâmides

Henrique Zanini em frente ao templo de Kom Ombo no Egito
Em frente ao incrível Templo de Kom Ombo

Não há como negar que as pirâmides são as principais atrações do Egito. Elas realmente são de deixar qualquer um de queixo caído. Porém, o Egito é muito mais que elas.

Se eu pudesse dar somente uma dica sobre essa viagem, com certeza seria que vale muito a pena fazer o cruzeiro pelo Rio Nilo (que sai de Aswan no sul até Luxor). Você conhece praticamente o país inteiro, passando por vários Templos incríveis e conhecendo diversas histórias daqueles lugares. Aliás, a maior parte das principais atrações turísticas do Egito, estão localizadas lá nas cidades de Luxor, Aswan e Abu Simbel.

Por isso, faça seu planejamento para incluir essas cidades – se possível com o cruzeiro – e não tenha medo de explorar e aproveitar muito mais a incrível história desse país.

#8. Dica bônus – Cuidados com Alimentação

Restaurante típico no Cairo - Egito
Restaurante típico no Cairo

Como eu disse no primeiro tópico, lá tem muito lixo por todas as partes. Não é algo incomum pessoas passando mal por lá, por isso eu não poderia terminar esse texto sem comentar sobre os cuidados que você precisa ter com a sua alimentação no Egito.

A primeira coisa que precisa cuidar é com a água. Uma prática comum pelos egípcios é tomar água direto da torneira. Nunca faça isso e sempre fique atento para que se a água que lhe foi servida estava em algo devidamente lacrado. Prefira sempre ter a sua garrafinha de água!

Quando for comer algo, só faça no seu hotel ou nos restaurantes que são indicados pelo seu guia. Lá é bastante difícil encontrar lugares limpos.

Eu tenho certeza que o que você menos quer é estragar a viagem com uma intoxicação alimentar. Por isso, fique atento aos locais que irá comer e a bebida que irá tomar.

E então, o que você achou? Ficou com algum dúvida, deixe seu comentário abaixo, ele é muito importante pra mim!

Um Abraço,
HZ 😉

Não perca nenhuma dica nova >> curta a página do facebook abaixo para ser informado lá quando eu postar algo novo aqui! Combinado? 😀

12 Comentários


    1. Muito obrigado pelo comentário Fernanda, fiquei bem feliz! que bom que gostou 😀

      Responder

  1. Muito boa essa dica de como comprar e pechinchar.adorei O mapa da loja

    Responder

    1. Bom né Marcia? Vale muito a pena ir nessa loja… se não conseguir se localizar pelo mapa, pode pedir informação pra qualquer um que eles informam onde ir, mas é bem fácil…

      Responder

  2. Oi Henrique,
    Adorei seu blog e a forma como organizou seus gastos em sua viagem para o Egito (baixei a planilha).
    Estou planejando viajar para lá em Julho, embora já tenha lido sobre o calor.
    Obrigada por compartilhar sua experiência conosco. É sempre muito bom poder planejar uma viagem com uma ajudinha online.
    Parabéns pelo trabalho.

    Responder

    1. Caramba Carolina, muito bom receber teu feedback! Fico muito feliz em poder ajudar você, muito feliz mesmo! Qualquer dúvida que tiver ou se precisar de alguma ajuda, pode contar comigo! Obrigadão! 😀

      Responder

    1. Muito obrigado Marcia, pra você também!! Se precisar de algo, conte comigo! 😀

      Responder

    1. Obrigado pelo comentário e pelo feedback Beatriz! Fiquei muito feliz!! 😀

      Responder

  3. Boas dicas, já vou um pouco mais esperto. No entanto, tenho uma dúvida adicional: é sabido que é possível adquirir o visto para o Egito ao chegar no aeroporto. No entanto, meu vôo chega de madrugada. Será que ainda assim o guichê estará aberto e poderei comprar o visto sem problemas? Valeu Henrique, agradeço qualquer resposta

    Responder

    1. Fala Adriano, obrigado pelo comentário! 😀

      A gente chegou de madrugada no Cairo e tinha bastante lá, não tivemos problemas… Eu acredito que o aeroporto não para não!
      boa viagem e aproveita, o Egito é muito foda!!

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *